NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 23 de Março de 2019

ARTIGOS
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019, 09h:42

FÁBIO GARCIA

Coragem para mudar

Divulgação

Infelizmente, a situação do Estado de Mato Grosso herdada pelo novo governador Mauro Mendes é de calamidade. Mauro assumiu um estado endividado e à beira do colapso.

Um estado incapaz de pagar em dia o salário dos seus servidores e que gasta mais do que arrecada todos os meses. Quando Mauro Mendes assumiu, o Estado de Mato Grosso gastava R$ 180 milhões por mês a mais do que arrecadava.  

Para que tenhamos uma ideia do tamanho do rombo, mesmo se o Estado de Mato Grosso tivesse ganhado sozinho todos os 21 concursos da mega-sena do ano passado ele não conseguiria pagar metade do seu rombo anual.

Com isso, Mato Grosso acumulou mais de R$ 3,5 bilhões de dívida com seus fornecedores. Fornecedores importantíssimos para atender o cidadão e para o bom funcionamento do estado como, por exemplo, aqueles que garantem que haja viaturas da polícia na rua para fazer a segurança do cidadão.

Fornecedores que atendem a saúde pública com UTIs, remédios, médicos, ambulâncias e Samu.  Atrasos no pagamento a fornecedores que mantêm e constroem nossas estradas, garantindo-se assim o direito de ir e vir do cidadão.

Enfim, um caos!  

Não quero aqui perder tempo e nem energia em buscar o culpado dessa situação, até por que acredito que não haja um único culpado, mas sim um conjunto de decisões tomadas ao longo de muitos e muitos anos que levaram o Estado de Mato Grosso a esta situação de calamidade!

Portanto, a principal discussão não é sobre o passado, mas sim sobre o futuro e o que precisa ser feito para consertar o estado.  

Assim, o primeiro passo para enfrentar esta dura realidade é ter a coragem de reconhecer que ela existe. Não há como curar um paciente de câncer se não reconhecer que ele está enfermo. 

Não ver essa realidade, fingir que ela não existe ou mentir para nós mesmos, não vai resolver o problema. É mais uma vez jogar com egoísmo e colocar os interesses individuais acima dos interesses coletivos.

É jogar a poeira para debaixo do tapete como sempre se fez e deixar que isso se transforme numa bola de neve, agravando o problema, fazendo de Mato Grosso um estado inseguro e incapaz de oferecer aos seus cidadãos o mais básico dos serviços de: saúde, educação, segurança e logística. E, não se enganem esta conta chegará mais cedo ou mais tarde a TODOS os mato-grossenses.  

Então, é chegada a hora de Mato Grosso, de suas instituições, corporações, de seus Poderes, representantes, segmentos e setores mostrarem sua grandeza.

Primeiro, temos que ter a dignidade de reconhecer que há um problema a ser enfrentado por todos. Em segundo ter a capacidade de pensar no estado, no  todo, e não somente no próprio umbigo ou no próprio bolso.

É chegada a hora de setores e segmento mais privilegiados terem a grandeza e dignidade para abrir mão de benefícios e privilégios e ter a disposição de ajudar o nosso Mato Grosso a superar esse difícil momento.

Quis a imensa maioria do povo mato-grossense que este momento de travessia fosse liderado pelo governador Mauro Mendes. Um homem experiente, preparado, que não está medindo esforços na busca por soluções para este difícil momento do estado.

Mauro está tendo a coragem de enfrentar os problemas de frente e debater os desafios de Mato Grosso com transparência e verdade junto de toda sociedade, se distanciando, portanto da demagogia perversa da velha política que, sempre pensando na próxima eleição, empurraria para debaixo do tapete os problemas agravando o seu caos.  

Portanto, merece o nosso governador, eleito democraticamente pelo voto da imensa maioria dos mato-grossenses, o respeito, a confiança e o apoio para fazer as mudanças que este estado tanto precisa.

Para mudar, é preciso ter coragem, disposição e apoio para fazê-lo.    

FÁBIO GARCIA é suplente de senador e presidente do DEM de Mato Grosso.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Em sua opinião, qual deve ser a prioridade do futuro governador de MT?
Reduzir o número de Secretarias de Estado
Concluir as obras do VLT
Pagar dívidas com fornecedores
Saúde, Educação e Segurança Pública
PARCIAL