NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
ARTIGOS
Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2018, 18h:13

LEITOR

Esforço final

O voto impresso está ameaçado. Ditadura garantida sem o voto impresso. O eleitor vota no seu candidato mas o voto é contado pra outro candidato. Perpetuação no poder garantida. O povo não pode permitir eleições que com toda certeza terão apurações manipuladas. As forças armadas precisam interferir para não permitir que se instale a ditadura do Brasil. O povo deve ir para as ruas já, num movimento que mostre sua força. O poder emana do povo e não da vontade de malandros que pensam que conseguirão tornar o Brasil uma Venezuela. ACIR CARLOS OCHOVE, Cuiabá/MT ochove@terra.com.br A banalização dos escândalos em MT Apatia e a indiferença se deve a quase impunidade dos culpados/réus; poucos vão presos; outros estão por aí, leve e soltos - Silval, Riva , etc... AUREMÁCIO CARVALHO, advogado, Cuiabá/MT auremacio.carvalho@hotmail.com Fiscalização apreende mais de 5 mil CDs e DVDs piratas Na porta do mercado na Morada do Ouro tem venda de CD e DVD com interdição de calçada e atrapalhando o trânsito. CARLOS SANTOS DA GUIA, Eletricista, Cuiabá/MT cguia@terra.com Vídeos vão virar prova de embriaguez Pessoal, há uma consulta no portal e-Cidadania visando o aperfeiçoamento da Lei Seca, tornando-a mais justa. Apesar da sua aparente boa intenção, a Lei Seca é intrinsecamente imoral. Cabe esclarecer que dirigir sem condições físicas ou psicológicas é uma atitude absolutamente lamentável, mas não há crime sem dano. E toda lei que impõe uma sanção para uma conduta que não causa vítimas é moralmente injustificável. Existe uma diferença enorme entre beber e dirigir, e dirigir bêbado. A iniciativa da Lei Seca é louvável, mas sua aplicação, com tolerância zero, tem viés arrecadador. O correto seria instituir uma margem de tolerância, como acontece em muitos países desenvolvidos que sabem fazer a distinção entre causa e efeito. Assim, tiramos das ruas os irresponsáveis que colocam a vida dos outros em risco, frente a multar e incriminar quem consome quantidades ínfimas e/ou toleráveis de bebida. RODRIGO MARTINS, Servidor, Cuiabá/MT imeiocad@gmail.com Emendas parlamentares Desde quando pagar emenda de deputados é prioridade? Sabemos que o dinheiro será jogado fora, como os 500 mil pros barões da soja fazer vídeo promocional com dinheiro público, detalhe, fazer este vídeo, não custa nem 30 mil, já foi feito antes. Gastar dinheiro nas bases pra garantir reeleição? ALEXANDRE MENDES, Cuiabá/MT Sebastião Salgado, nosso e do mundo Há tempos não via lucidez em Cristovam Buarque que tinha optado em ser equivocado politicamente em muitos momentos, por conveniência ou falta de coragem. Enfim, uma fala firme, afetuosa e dedicada a quem merece. Viva Sebastião Salgado que faz da arte um estar com o mundo humanizado. MARCO ANTONIO MOURA, professor, Cuiabá/MT marcosmou@bol.com.br Emanuel Pinheiro contingência gastos esse tipo de corte de gastos é reconhecidamente ineficiente, ora, se o objetivo fosse realmente diminuir despesas supérfluas para aplicação do erário na atividade fim, o nosso Alcaide mór, não daria o aumento do duodécimo para a Câmara de Cuiabá, por outro ,o inchaço da máquina com a contratação de cabos eleitorais é um fator que deve leva para o ralo grande parte da arrecadação, tiro como exemplo o Bairro Dom Aquino, onde vivo o meu dia a dia, é impressionante a quantidade de pessoas ligadas a pseudo lideranças, contratadas , para fazer sabe se lá o que, são parasitas instalados tanto no Executivo como legislativo municipal. Cortar água e café, diminuir xerox, pode até reduzir custos, mas se puder fazer uma visita na Secretaria de obras, nos postos de saúde ou na secretaria de Trabalho , (locais que observei esses fatos), com certeza perceberia que tem muita gente recebendo para ficar o dia inteiro sentada , gastado energia elétrica, combustível e tomando o cafezinho que o senhor quer regrar, agora se é uma atitude apenas "para inglês ver", copie a ideia da nossa Casa dos Horrores e crie também o "assessor externo", aquele que não precisa comparecer ao local de trabalho, assim pelo menos diminuiria o consumo do café! Mais uma vez é inevitável citar o saudoso Joãocuizaruim, que numa situação como esta certamente diria "cuidado pois o carrapato esta ficando maior que o boi"... será??? LEANDRO PINTO DE OLIVEIRA FILHO, marceneiro, Cuiabá/MT leandropintofilho@hotmail.com MT tira incentivos de 130 empresas Tirou da Milan móveis? O incentivo deles é infinito? MARCIO SOARES, Cuiabá/MT *** Para Mato Grosso, um estado longe do mercado consumidor, é impossível que a indústria se desenvolva por aqui sem incentivos fiscais. CARLOS AQUINO SANTOS, empresário, Várzea Grande/MT STF quebra sigilo bancário da empresa de Carlos Avalone É bom lembrar que em 1990 a atual sede do DETRAN, que hoje esta no meio de mais um escândalo, foi construída por esta empresa, Três Irmãos. É bom investigar. PAULO AMBRÓSIO, Cuiabá/MT

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL