NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
ARTIGOS
Segunda-feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h:00

* ANTÔNIO PADILHA DE CARVALHO

Sociedade de ladrões

A Corrupção é um crime que sobrevive nas sombras, e os seres políticos corruptos, ocupantes de altas posições, usam de toda estrutura de poder para apagar os rastros óbvios das práticas criminosas. Só o dinheiro possibilita altas carreiras políticas. Os políticos corruptos sempre estão rindo e debochando das pessoas. No meio deles, para se ter reputação, há que menosprezar os que pensam diferente. Pai imbecil é aquele que ignora os disparates do filho, fingindo desconhecer as manobras criminosas que estão por trás de uma riqueza construída via da corrupção, envolvendo dinheiro público. Uma pessoa verdadeiramente humilde não é esnobe. Só os bossais são esnobes. Criam caricaturas de defensores da pátria, procuram ocultar quem são por medo e pavor de serem desmascarados, pavoneam-se como honestos e verdadeiros. Os representantes do povo adoram, acima de tudo, uma boa gargalhada. O dinheiro governa o mundo. Sem ele, um político não é nada. Por isso, quando um ser político se eleva a uma posição na qual pode aproveitar qualquer chance de enriquecer, não devemos admirar o seu comportamento, mesmo quando diz representar os mais pobres e afirmar de pés juntos uma honestidade à toda prova. Tem gente que acredita nesses calhordas. “Há males que vêm para o bem.” Numa dessas, a máscara cai. Quem casa com e pelo dinheiro, tem casamento maldito. As traições acontecem sistematicamente, quem é traído chama isso de golpe, quem traiu pousa de mocinho, mas todos, indiscutivelmente são safados. O problema da falta de honestidade na política, é que não se pode simplesmente confiar nos aliados por interesse; o peixe que faz papel de suplente, de vice, de vez em quando, deseja vir à superfície, e fazer movimentos vorazes, mostrando desse modo que está interessado em engolir uma isca de ouro maior. A ganância tem dessas coisas. Todos estão ferrados, no entanto, desejam continuar nessa pescaria desgraçada, que traz toda sorte de prejuízos e desrespeito à população doente, ignorante e sem educação. Os partidos políticos estragam os seus filiados escolhidos, quando atendendo todas as suas vontades, apresentam à sociedade mais um bando de bandidos. Muitos deles têm esterco de porco na cabeça. Chamamos de democracia a eleição de larápios para administrar os bens da comunidade. Os eleitores, como as borboletas não precisam da sabedoria para nada, limitam-se a exercer o sagrado direito de escolher ladrões para uma farra interminável, como se escolhe flor num cemitério. O importante é o néctar! Todos eles vão aos esgotos da cidade para pedir votos. Uma cidade pode ser muito grande, mas quando se trata de pedir votos, não passa de uma aldeia. Eles vendem a ideia de que aquilo que se acredita, de um modo geral, é mais importante do que a verdade. Toda eleição é um acidente devastador. Políticos ladrões estão sempre imersos em água fervente. As pessoas sem educação berram umas com as outras, abrem caminhos por entre turbas de gente empurrando, comportam-se de todas as formas grosseiras e agressivas de que são capaz a raça humana, cuspem e urinam e fazem os seus despejos em qualquer espaço que veem livre, e estão sempre prontos a desencadear uma briga pra defender políticos ladrões que mantém a sua miséria. Esses deseducados batem muito nas suas crianças. Não se pode captar o verdadeiro sabor de uma cidade se não se penetrar o seu bairro mais populoso. O dinheiro compra tudo no Brasil e no mundo. Quem pisa em merda sabe que o sapato vai ficar cheirando mal. O sujeito rouba, trapaça, desvia, lava dinheiro público, vira vítima e não quer ser preso. Em bairro rico, os pássaros cantam mais alto que os vizinhos. Os políticos criminosos revoltam contra tudo e contra todos por que descobriram que são inescrupulosos? Crescer é uma tarefa cruel. É uma tremenda vergonha, os políticos mais velhos serem presos, pois deveriam pela idade, ao menos aprenderam a ter consideração e sensatez! É como ser atingido por um touro. Acaba tudo num monte de carne sem valor, e ainda afirmam por aí que nenhum político inteligente deixa rastro. Conversa fiada pra touro dormir! * ANTÔNIO PADILHA DE CARVALHO, geógrafo e escritor apadilha35@gmail.com

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL