NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 17 de Novembro de 2019
CIDADES
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018, 18h:26

TURISMO

16 municípios do Estado sobem de categoria

Mapa do Turismo Brasileiro aponta melhoria no desempenho de importantes destinos localizados, em Mato Grosso. De acordo com o Ministério do Turismo (MTur) são 16 municípios mato-grossenses, que tiveram crescimento econômico pelo setor, seja por terem aumentado o número de empregos através do turismo, ampliado os estabelecimentos formais de hospedagem ou o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Nesta semana, o Ministério do Turismo atualizou a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro, considerado um importante instrumento para acompanhar o desempenho da economia do turismo nos municípios e serve também como balizador de políticas do setor e direcionamento de verbas federais. Com essa atualização, o MTur acredita que é possível perceber que alguns municípios estão se estruturando em regiões e fortalecendo, naturalmente, a economia do turismo. No Estado, um dos destaques é a região turística do Pantanal mato-grossense. Contudo, outras regiões vêm avançado, como Chapada dos Guimarães, Poconé, Primavera do Leste e Sorriso, que passaram para a categoria “B”, enquanto Campos de Júlio, Confresa, Diamantino, Juscimeira, Nobres, Nova Bandeirantes, Paranaíta, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Santo Antônio do Leverger subiram para a categoria “C” e Jauru e Nossa Senhora do Livramento para a “D”. Cuiabá, na região metropolitana, é a única com a classifica “A”. "A periodicidade da categorização, a cada dois anos, assegura a continuidade do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo ministério e permite que os municípios acompanhem a evolução da atividade turística de maneira rápida, permitindo ampliação de investimentos e da criação de políticas para o setor", comenta o secretário nacional de Estruturação do Turismo, José Antônio Parente, por meio da assessoria de imprensa. Por outro lado, outros dois municípios do estado tiveram redução em suas categorias, sendo eles, Canabrava do Norte e Luciara. “Importante ressaltar que a categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima edição da categorização, quando os dados dele serão novamente considerados, ele poderá mudar de categoria”, destaca o MTur. Segundo portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre “A” e “D” podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades de Chapada dos Guimarães, Poconé, Primavera do Leste e Sorriso agora podem contar com até R$ 500 mil por ano para realização de festejos. Já os municípios de Campos de Júlio, Confresa, Diamantino, Juscimeira, Nobres, Nova Bandeirantes, Paranaíta, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Santo Antônio do Leverger podem receber até R$ 400 mil. Jauru e Nossa Senhora do Livramento passam a ter até R$ 150 mil para a finalidade. Com a atualização, Canabrava do Norte e Luciara foram para a categoria “E” e estão temporariamente de fora da lista dos municípios aptos a receberem recursos do governo federal para este fim. Todos os municípios – de “A” a “E” -, estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; de orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, de ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL