NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019
CIDADES
Quinta-feira, 28 de Novembro de 2019, 09h:09

BALSA ECOLÓGICA

Coleta de lixo no Rio Cuiabá é retomada

Suspensa desde setembro deste ano devido ao furto do motor da “Balsa Ecológica”, a coleta fluvial de lixo no Rio Cuiabá é retomada. Nesta semana, a Locar Gestão de Resíduos, responsável pela execução do serviço, finalizou a aquisição e instalação do novo motor. Conforme o plano de atuação, o trabalho volta a ser realizado de segunda a sábado com uma equipe formada por um operador e dois ajudantes. A estimativa de recolhimento é de 10 toneladas de resíduos do rio por mês.

A “Balsa Ecológica” faz parte do novo contrato de prestação de serviço assinado entre o Município e a empresa, em dezembro de 2018. O equipamento possui 7,20 metros de comprimento, 3 metros de largura e laterais com 1.10 metro de altura, com tela de uma polegada. Além disso, o piso é construído com chapa de aço e forrado com borrachão, garantindo a segurança aos coletores.

“A balsa é uma ação concreta da Prefeitura, que visa preservar nosso Rio Cuiabá e também evitar que os resíduos produzidos pela população cheguem ao Pantanal. Diariamente, ela percorre cerca de cinco quilômetros, em um trecho que vai da Ponte Nova até a comunidade de São Gonçalo Beira Rio. Além disso, exerce um papel educativo, pois estamos sempre fazendo mutirões às margens do rio e contando com a participação do cidadão”, explica o secretário de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa.

O serviço de coleta fluvial foi uma das exigências feitas no edital de concorrência pública que estabeleceu a “Locar” como vencedora. Junto com a balsa, foi determinada a renovação da frota de caminhões e a instalação de lixeiras subterrâneas em pontos estratégicos da cidade. Todos os custos com a aquisição e manutenção dos equipamentos ficaram a cargo da empresa, cabendo à prefeitura o pagamento pela quantidade de lixo coletada mensalmente.

O furto aconteceu na madrugada do dia 19 de setembro, nas proximidades do Cais do Porto, local onde o barco fica ancorado. A empresa registrou o boletim de ocorrência (B.O), mas o equipamento não foi recuperado. O motor furtado era da marca Yamaha, do tipo 15hp/4 tempos. O aparelho, além de parafusado na balsa, era protegido por uma grade com cadeados, que foi totalmente rompida durante a ação. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL