Imagem

Sábado, 03 de Janeiro de 2015, 13h:52

Tamanho do texto A - A+

Empresa aguarda saída de famílias

JOANICE DE DEUS

A empresa PPO Pavimentação e Obras Ltda ainda aguarda a saída de duas famílias, que tiveram seus imóveis desapropriados, para dar continuidade à recuperação do Morro do Despraiado, que fica na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. Elas aguardam o pagamento da indenização depositado judicialmente, em setembro passado, pela Secretaria Extraordinária para a Copa (Secopa). Ao todo 10 casas localizadas no topo da encosta, na Rua Xavantes, no bairro Santa Helena, foram condenadas pela Defesa Civil devido a um desmoronamento de terra ocorrido há um ano devido à intensa chuva. O valor total das desapropriações é da ordem de R$ 2,8 milhões. O problema teve origem com a construção do Viaduto Domingos Iglesias, mais conhecido como “Despraiado”. Para a realização da obra, parte do morro foi destruída para o alargamento da Miguel Sutil, o que deixou o terreno instável. De acordo com a assessoria da Secopa, a transferência do dinheiro às duas famílias restantes deve ocorrer a qualquer momento. A reportagem do Diário esteve no local e encontrou todos os imóveis fechados. Por lá, ainda restam quatro casas para ser demolidas. Somente após, conforme a assessoria da Secopa, será possível concluir os trabalhos de recuperação e revitalização do morro. Sob a responsabilidade da empresa PPO Pavimentação, a recuperação morro começou em outubro passado, com custo de R$ 1,9 milhão. De acordo com a Secopa, na parte desocupada da encosta, a empresa já fez a concretagem de taludes e a abertura de canaletas laterais, para quebrar a força da água da chuva ao escorrer pela encosta. Após, será feito a hidrossemeadura ou revegetação da área. A encosta desmoronou no dia 12 de novembro do ano passado. Desde então, a pista da Avenida Miguel Sutil, no trecho próximo ao morro, permanece interditada, o que acaba prejudicando o fluxo de veículos sob o viaduto. A medida é para isolar a área e evitar uma tragédia no trânsito. A liberação da via depende da conclusão dos trabalhos.

Ultimas Notícias

Enquetes

O que você acha sobre os ataques terroristas na França?
Horrível
Assustador
Nada
Legal

Mais Lidas

Mais Comentadas