NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 17 de Novembro de 2019
CIDADES
Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2018, 17h:37

Fórum de Saúde promove ato em defesa do SUS

Integrantes do Fórum de Saúde de Mato Grosso lançam hoje, à tarde, o ato “Movimento em defesa do SUS”. A manifestação acontece em frente à Assembleia Legislativa (AL), que fica no Centro Político Administrativo (CPA) e reunirá entidades sindicais, instituições de ensino e movimentos sociais, que querem chamar a atenção da população mato-grossense sobre a situação do sistema público de saúde, em Mato Grosso. O Fórum agrega entidades que lutam em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). Para eles, o setor da saúde encontra-se em situação caótica, no Estado. “Temos visitado as unidades de saúde, tanto na capital e interior, e a falta de estrutura e precariedade tem se agravado cada vez mais. São obras inacabadas e com problemas estruturais nas unidades que carecem de manutenções e reformas imediatas”, afirmou o presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sisma), Oscarlino Alves, por meio da assessoria de imprensa. O Sisma é uma das entidades que compõem o movimento. Segundo Alves, os servidores têm buscado soluções para manter os atendimentos, usando muitas vezes recursos próprios. “Mas isso não é mais possível, pois falta tudo, de estrutura física, mobiliários, e especialmente material de expediente, medicamentos e insumos. A saúde em Mato Grosso está na UTI!”, lamenta. Para o Sisma, entre as principais ameaças contra o SUS se destacam a falta de políticas públicas, a péssima distribuição de recursos, o atraso nos repasses de recursos aos municípios e instituições filantrópicas, a falta de estrutura e de apoio as ações do Conselho Estadual de Saúde (CES), além da precariedade da estrutura das unidades de saúde e da falta de equipamentos, medicamentos e de recursos humanos. No estado, há 15 anos não é realizado concurso público na área da saudade. Durante o ato, os manifestantes deverão comparecer vestindo roupas pretas, indicando o luto na saúde. Eles também querem conscientizar a população sobre a corrupção e outros fatores que desencadeiam na precarização e sucateamento da saúde pública em Mato Grosso.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL