NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
CIDADES
Segunda-feira, 05 de Fevereiro de 2018, 18h:35

CRATERA NA RUI BARBOSA

Início das obras dependem da chegada de materiais

O início das obras de recuperação do trecho da Rua Barbosa com a Senador Metelo, no Porto, em Cuiabá, ainda depende da chegada de materiais que estão sendo adquiridos pela Secretaria Municipal de Obras Púbicas (SMOP). Há uma semana, crateras surgiram no cruzamento das duas vias, que estão com o trecho interditado desde o dia 27 de janeiro passado. Além disso, devido ao risco de desabamento, os proprietários de três casas foram notificados pela Defesa Civil para deixarem os imóveis num prazo de 30 dias. Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Obras informou que o processo de compra dos materiais, como aduelas de concreto, está em fase adiantada, e que os produtos deverão estar disponíveis ainda nesta semana. Com isso, as obras começam de forma imediata. Pela Rui Barbosa passa o Córrego “Engole Cobre”, que está comprometido em praticamente toda a sua extensão. Na região, o sistema de drenagem é composto por tubos, sendo que a tubulação antiga conta com aproximadamente 40 anos. Por ser um material metálico, ao longo do tempo essa tubulação sofreu um processo de corrosão, o que acabou ocasionando a erosão da pista. No ano passado, cerca de 70 metros de canalização, nas proximidades da Rua Leônidas de Matos, já foram executados. De acordo com o coordenador da Defesa Civil municipal, o coronel Paulo Volkmer, três imóveis construídos sobre o canal, num trecho canalizado há cerca de 30 anos, terão que ser desocupados devido ao perigo de desmoronamentos. “São três casas que os donos já foram notificados para deixarem a área porque estão num ponto de extremo risco. O córrego passa exatamente embaixo (dos imóveis)”, disse. Volkmer explicou que o prazo foi dado para que as famílias possam se organizar e encontrar um local para ficarem. “Mas, elas estão orientadas para saírem o mais rápido possível antes do prazo de 30 dias”, reforçou. As crateras começaram a surgir por conta da forte chuva registrada na madrugada do dia 27 de janeiro passado. Desde então, o problema tem avançado e há a preocupação que se intensifique ainda mais por conta das constantes precipitações que vêm sendo registradas na cidade. Somente nos dois primeiros dias deste mês (1º e 2), o volume pluviométrico registrado na capital foi de 148 milímetros, conforme a Defesa Civil. A previsão é de que as obras no cruzamento com a Senador Metelo durem em torno de 30 dias e o tráfego de veículos seja liberada no local. Após, os trabalhos seguem por toda a extensão da Rui Barbosa, que vai da Avenida Eduardo Brigadeiro Gomes, no Bairro Popular, corta as avenidas Dom Bosco, Thogo Pereira, Leônidas de Matos, a Rua São Joaquim até chegar na Senador Metelo. Ao todo, a obra deve durar entre seis e a sete meses. (JD)

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL