NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
CIDADES
Sexta-feira, 08 de Novembro de 2019, 08h:18

NEGÓCIOS

Petrobras vai vender Liquigás por R$ 3,7 bilhões a consórcio liderado pela Copagaz

A Petrobras vai vender a Liquigás por R$ 3,7 bilhões ao consórcio formado por Copagaz, Itaúsa e Nacional Gás Butano . Segundo fontes, eles fizeram o maior lance. A Petrobras ainda não confirmou até o momento a venda. O consórcio vencedor deverá ser anunciado oficialmente nos próximos dias.

De acordo com as fontes, Copagaz é a líder do consórcio com 80% da participação e será a controladora da companhia, enquanto Itaúsa terá uma participação minoritária relevante, seguida da Nacional Gás.

No fim de agosto, a Petrobras anunciou que o consórcio formado pelas três companhias havia apresentado a melhor proposta de oferta vinculante para comprar a Liquigás. Segundo a estatal, por ter apresentado a melhor proposta, o consórcio foi chamado para participar da fase de negociação dos contratos. A previsão era que a operação de venda seria fechada até este mês.

De acordo com fontes do mercado, naquela ocasião, outros dois grupos teriam apresentado proposta: o fundo árabe Mubadala e o consórcio GP Investiments, Consigaz.

A venda da Liquigás faz parte do programa de desinvestimentos da Petrobras que já arrecadou US$ 15,1 bilhões no primeiro semestre deste ano. A Petrobras chegou a vender a Liquigás em 2017 ao grupo Ultra por R$ 2,8 bilhões, mas, no ano passado, a operação foi cancelada por determinação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O órgão considerou que ocorreria uma grande concentração de mercado, uma vez que o Ultra é controlador da Ultragaz, líder do mercado, e a Liquigás é a segunda no mercado. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL