NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 19 de Outubro de 2019
CIDADES
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2019, 16h:07

PRF apreende mais de 200 quilos de pescado

Faltando um dia para o término da piracema, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 203 quilos de pescado durante abordagem na BR-158, no município de Barra do Garças (516 quilômetros, ao leste de Cuiabá). Entre os motivos da apreensão está a proibição da pesca em Mato Grosso em razão do período da Piracema que teve início em 1º de outubro de 2018 e segue até hoje (31). Entre as espécies apreendidas, os PRFs identificaram peixes do tipo jaú, pintado e cachorra sendo transportados irregularmente em caixas de isopor em um caminhão-baú. Os três homens que estavam no veículo são pescadores amadores e disseram aos policiais que a pesca havia sido realizada no Rio Caluene. O pescado foi levado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e os ocupantes do veículo encaminhados para Polícia Civil por contrariarem o artigo 34 da Lei de Crimes Ambientais que prevê sanções penais e administrativas para aqueles que pescam em períodos em que a pesca é proibida e em quantidade superior à permitida. CUIABÁ – Já em uma ação de fiscalização, o Juizado Volante Ambiental de Cuiabá (Juvam) apreendeu, no bairro Praeirinho, duas canoas de madeira, uma rede de pesca, diversas peças de pacus e pintado, provenientes de pesca proibida. A atividade contou com apoio do Batalhão Ambiental e do 44° Batalhão de Infantaria Motorizado. Segundo o 1º sargento PM João Batista Norman Ferreira, a ação de patrulhamento foi feita às margens do Rio Cuiabá, com a finalidade de coibir a pesca predatória na localidade. Foram visualizadas quatro canoas, todas com pescadores fazendo uso de rede de arrasto. Quando os pescadores se aproximaram da margem do rio para realizar a descaracterização do pescado capturado, a guarnição se aproximou e os infratores empreenderam fuga, saltando no rio e abandonando uma peça de pintado parcialmente descaracterizada e duas canoas de madeira. Não foi possível impedir a fuga e identificar os infratores. Os peixes apreendidos foram encaminhados ao Juvam para serem doados a uma instituição de caridade. O sargento João Ferreira explica que as ações de patrulhamento, realizadas constantemente, foram intensificadas desde setembro do ano passado, sendo que algumas fiscalizações foram feitas em parceria com o Batalhão Ambiental e a Delegacia Especializada do Meio Ambiente. Para ele, essas fiscalizações contribuíram para a redução da prática da pesca predatória, principalmente nos municípios da Baixada Cuiabana (Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá), ao retirar de uso apetrechos proibidos, como redes de arrasto e espinhel.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL