NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
CUIABÁ URGENTE
Quinta-feira, 12 de Setembro de 2019, 14h:19

FEZ ESCOLA?

Alagoas saiu na frente de MT com esquema de escutas ilegais

DA REDAÇÃO

Divulgação

Escuta telefônica

O esquema de interceptações telefônicas ilegais, há tempos, é feito pelo Governo de Alagoas

Um dos "calos" da gestão Pedro Taques (PSDB), entre 2015 e 2018, foi a "Grampolândia Pantaneira", o esquema de escutas telefônicas ilegais, que era operado pela Polícia Militar e acabou envolvendo até o MPE, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

O esquema do tucanato mato-grossense, na verdade, não era nenhuma novidade. O crime  já era praticado pelo Governo de Alagoas, na gestão de Renan Filho (MDB), filho do senador Renan Calheiros (MDB).

Segundo o site O Antagonista, no primeiro mandato de Renanzinho, o MPF ajuizou ação civil pública contra o Governo de Alagoas para tentar acabar com as interceptações telefônicas, que eram feitas por meio de órgãos que não pertencem à estrutura de Polícia Judiciária e do Ministério Público.

Na ação, procuradores dizem que grampos no âmbito do setor de inteligência da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar têm sido a prática, e não exceção.

Em 2017, o MPF já havia recomendado à Secretaria de Segurança Pública de Alagoas que interrompesse os grampos ilegais.

A equipe de Renan Filho ignorou e os alagoanos reelegeram o governador no ano seguinte.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL