NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Cuiabá Urgente
Segunda-feira, 05 de Fevereiro de 2018, 19h:11

Cuiabá Urgente 05-02-2018

Dia D Hoje o governador Pedro Taques é esperado na Assembleia Legislativa para anunciar as medidas que pretende tomar para contornar a grave crise financeira do Estado. Realidade Pressionado de todos os lados, Taques vem abrindo os números do Governo para mostrar a dura realidade. Em ano eleitoral está difícil de achar aliados para enfrentar o caos. Cortes A conta é simples: as receitas do Estado não são suficientes para honrar as despesas. E cortes, além dos que já foram feitos, serão necessários. Em todas as áreas. Aperto Hoje, 92% de tudo que é arrecadado em Mato Grosso é usado para pagar as despesas de pessoal e o custeio da máquina pública – incluindo ai o repasse de duodécimo aos Poderes. Troca O deputado federal Valtenir Pereira, aquele que troca de partido como uma modelo troca de roupa, deve mudar de partido novamente no próximo mês. O que não é nenhuma novidade! Implodiu É que o PSB, aquele partido que ele implodiu no ano passado ao mudar-se do PMDB para lá com amplos poderes, corre sérios riscos de apoiar o governador Pedro Taques em outubro. Articulação Uma articulação nacional para a candidatura ao Governo de São Paulo prevê que o PSDB abra mão da candidatura majoritária e apoie o vice-governador Márcio França (PSB). Impensável Em troca, o PSB iria apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin à presidência da República. Logo a de Pedro Taques aqui em Mato Grosso, algo impensável para Valtenir Pereira e sua trupe. Feijoada No sábado, o governador Pedro Taques voltou a abrir sua casa para conversas políticas: Jayme Campos, Nilson Leitão, Carlos Fávaro, Eduardo Botelho e Guilherme Maluf estavam presentes. Férias O período de recesso parlamentar do senador José Medeiros, do Podemos, custou aos cofres públicos exatos R$ 34,9 mil, gastos com uma empresa de consultoria. Eta férias cara! ............. Comunicação No Diário Oficial que circulou ontem está a nomeação da jornalista Ana Rosa Fagundes para o cargo de secretária adjunta do Gabinete Comunicação. Ela assume o cargo que era de Marcy Monteiro, que foi efetivado como secretário da GCom, com a saída de Kleber Lima para a pasta da Cultura. ............... Crise? De julho a novembro do ano passado, para a safra 2017/18, produtores mato-grossenses contrataram R$ 7,11 bilhões para custeio, investimento e comercialização. Esse montante supera em 20,5% a movimentação em 2016. Caos Praticamente intrafegável a MT-322 tem longas filas de veículos pesados parados em atoleiros. Essa rodovia Leste-Oeste liga as federais 163 em Matupá a 158 em Confresa e cruza o Parque do Xingu. Recomeço Depois de hibernarem no final de ano, os 25 vereadores por Cuiabá retomaram ontem a atividade parlamentar, com a instalação do ano legislativo. Nas terças e quintas-feiras haverá sessões ordinárias. Finalmente Criada em 2017, a CPI do Paletó na Câmara de Cuiabá começa tomar depoimentos amanhã. Ela dirá se houve não quebra de decoro por parte do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) no episódio que lhe empresta o nome. Sem montagem Emanuel era deputado estadual situacionista e aparece num vídeo recebendo dinheiro de Sílvio Corrêa, à época chefe de Gabinete do então governador Silval Barbosa. Um pacote com notas caiu do bolso do paletó. Aperto Por falar em Emanuel Pinheiro, o prefeito resolve apertar o cinto. A nova medida no Alencastro é que os secretários gastem verba pública somente para garantir a continuidade dos serviços das secretárias. Responsabilidade E tem mais, pelo decreto assinado semana passada pelo prefeito, os secretários que gastarem mais que o permitido serão alvos de processo e responderão Por crime de responsabilidade.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL