NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019

ECONOMIA
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2019, 16h:36

BNDES 2018

Centro-Oeste teve maior expansão no país

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para investimentos no Centro-Oeste cresceram 12% entre janeiro e dezembro de 2018, frente ao mesmo período de 2017. A região recebeu R$ 9,4 bilhões dos R$ 69,3 bilhões desembolsados pelo BNDES no ano passado. O valor corresponde a 13,5% do total liberado pelo Banco, percentual que supera a participação da região na composição do PIB nacional, que é de aproximadamente 10% segundo o IBGE. O desempenho foi influenciado pelo crescimento dos desembolsos para infraestrutura (linhas de transmissão de energia, transporte ferroviário e aeroportos), que aumentaram 44% e chegaram a R$ 3,3 bilhões (35% de participação no total da região). Também tem participação relevante o setor agropecuário, para o qual o BNDES liberou R$ 3,9 bilhões (42% de participação no total desembolsado para o Centro-Oeste). As aprovações de novos financiamentos do BNDES para a região Centro-Oeste também foram destaque, com crescimento de 70% em relação ao ano anterior. O aumento superou os 27% da média nacional. Em 2018, as aprovações para a região totalizaram R$ 12 bilhões, representando 12,6% do valor total aprovado pelo Banco (R$ 94,9 bilhões). A boa performance foi influenciada, sobretudo, pela aprovação do financiamento para o sistema de transmissão que irá conectar a Estação Conversora Xingu (PA) à Estação Conversora Terminal Rio (RJ) para escoamento da energia gerada pela Usina Hidrelétrica Belo Monte. Nas demais regiões do País, os desembolsos do BNDES distribuíram-se da seguinte forma: o Sudeste recebeu R$ 26,5 bilhões (38,2% do total), o Sul, R$ 17,96 bilhões (25,9%), o Nordeste, R$ 11,9 bilhões (17,2%) e o Norte, R$ 3,5 bilhões (5,1%). Em comparação com 2017, as liberações para as regiões Sul e Sudeste permaneceram estáveis, oscilando 1% e -1%, respectivamente. No Norte e no Nordeste, as variações foram de -8% e -16%. SETORES – Quanto ao desempenho setorial, os desembolsos do BNDES em 2018 foram impulsionados por investimentos em infraestrutura, que receberam R$ 30,4 bilhões dos R$ 69,3 bilhões desembolsados. O valor é 13% maior na comparação com 2017 e corresponde 43,9% de participação no total desembolso no ano passado. Na sequência, vem o setor agropecuário, com R$ 14,7 bilhões liberados (21,2% de participação e crescimento de 2% ante 2018). Os desembolsos para os segmentos industrial e de comércio e serviços corresponderam, respectivamente, a R$ 12,3 bilhões (17,8% do total) e R$ 11,9 bilhões (17,2% do total) — em ambos os casos, uma redução de 18% diante do ano anterior.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Em sua opinião, qual deve ser a prioridade do futuro governador de MT?
Reduzir o número de Secretarias de Estado
Concluir as obras do VLT
Pagar dívidas com fornecedores
Saúde, Educação e Segurança Pública
PARCIAL