NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 19 de Outubro de 2019
ECONOMIA
Quinta-feira, 23 de Maio de 2019, 09h:01

COMBUSTÍVEL

Litro fica mais caro no Centro-Oeste, mas preço do etanol é o mais baixo do País

Os motoristas do Centro-Oeste viram o preço dos combustíveis subir nas bombas depois de um período de baixa, revela o levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), realizado em março. O destaque foi o etanol, que, mesmo com alta de 2,4%, apresentou o menor valor médio registrado em todo o País, vendido a R$ 3.092. A gasolina e o diesel também ficam mais caros, 1,8% e 2,1%, respectivamente. “A variação para o etanol na região é 20% menor, quando o litro é comparado ao preço médio mais caro encontrado nos postos da Região Norte, que foi de R$ 3.879”, comenta o Diretor-Geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb). O IPTL também aponta o desempenho dos valores por Estado. No Mato Grosso, o etanol foi vendido a R$ 2,80, é o menor preço médio para o litro no Brasil, ao lado de São Paulo. Em contrapartida, o Estado concentrou os maiores valores para a gasolina, com o litro a R$ 4.599, ante os R$ 4,30 dos postos de Mato Grosso do Sul. No Distrito Federal, o litro da gasolina ficou 3,5% mais caro, comercializado a R$ 4.303. Já Goiás foi o único Estado da região onde o preço da gasolina recuou 0,88%, a maior baixa registrada em todo o País, com o litro vendido a R$ 4,40, ante os R$ 4.441, de fevereiro. Por lá, também foram apresentados os menores valores do diesel comum e diesel S-10 de todo o Centro-Oeste, com o litro a R$ 3,61 e R$ 3,70, respectivamente. No contexto nacional, março foi o primeiro mês a registrar aumento nos preços para todos os tipos de combustível. A gasolina, com o litro vendido em média a R$ 4.443, e o etanol, a R$ 3.559, apresentaram alta de 2,6% e 4%, respectivamente. O preço médio do gás veicular natural (GNV) aumentou em 1,6%, comercializado a R$ 3,307. Com o diesel e o diesel S-10, não foi diferente: aumento de 1,9% e 2%, respectivamente, nos postos de todo o País. Na análise do primeiro trimestre, o preço médio da gasolina (R$ 4.385) ultrapassou o patamar de 2018, com alta de 2,2%. Já o litro do etanol apresentou variação abaixo de 1%, com média de R$ 3.476, ante os R$ 3,45 dos primeiros meses do ano passado. O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que traz grande índice de acerto, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com média de oito transações por segundo.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL