NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
ILUSTRADO
Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2018, 18h:08

TECNOLOGIA

Duelo tecnológico: S9 versus iPhoneX

Quem ganha no duelo entre Samsung e Apple quando se trata de imagens, tela, design, potência, desempenho e segurança? Conheça o veredito

O duelo das gigantes Samsung e Apple começa mais uma batalha, com o lançamento do novo modelo da fabricante sul-coreana, o Galaxy S9. O smartphone é fundamental para a companhia. A Samsung precisa mostrar que tem diferenciais de hardware e de software para manter a liderança no mercado de Android, ao mesmo tempo em que prova que a Apple não é a rainha do design de smartphones. E também há a crescente concorrência chinesa da Huawei, além da necessidade de provar que o vice-presidente do conselho de administração, Jay Y. Lee, tem o futuro da empresa sob controle após as denúncias de corrupção no ano passado. Quando a Microsoft revelou seu substituto para o Windows 8, pulou o número 9 e foi direto para o Windows 10. O iPhone 8 da Apple foi seguido pelo iPhone X (pronuncia-se dez). Mas a Samsung se recusou a seguir a estratégia: o sucessor do Galaxy S8 é o Galaxy S9 (ao lado de um S9 Plus, com dimensões maiores), que será lançado em março. Acima de tudo, no entanto, o S9 precisa ser melhor que o iPhone X aos olhos dos consumidores. Veja a comparação entre os dois modelos: FOTOGRAFIA E VÍDEO - Grandes imagens são essenciais para qualquer telefone top de linha. A Samsung equipou o S9 Plus com duas câmeras: uma câmera com lente grande angular (com ângulo amplo) e uma telefoto (como o iPhone X), as duas com resolução de 12 megapixels, como o iPhone X. Samsung até coloca as duas lentes na posição vertical, como faz a Apple com seu melhor aparelho. Mas a grande diferença está no desempenho das imagens em situações de pouca luz. Quando você tira uma foto com o S9, você na verdade captura 12 imagens simultaneamente. O telefone então compara todas as exposições para criar uma única imagem com todos os detalhes que você quer, mas com a melhor granulagem e som possível. É similar à maneira como o iPhone X processa fotos de alto dinamismo, tirando três imagens em diferentes níveis de exposição para combiná-las para produzir uma imagem mais rica e equilibrada. A decisão da Samsung de expandir essa tecnologia complementa as lentes físicas, que têm uma abertura do diafragma (1.5) maior que a da Apple (1.8) — em fotografia, quanto mais perto de 1, maior é a abertura do diafragma. Isso significa que a lente permite mais entrada de luz, o que garante melhor qualidade de imagem em situações de pouca luz. No mundo das câmeras, essa pequena mudança pode fazer uma grande diferença. TELA E DESIGN - A maioria das características é a mesma nos modelos S9 e S9 Plus, à parte do sistema de câmeras. Mas o S9 Plus é maior: a tela é de 6,2 polegadas, frente às 5,8 polegadas do aparelho padrão. As versões pesam 189 gramas e 163 gramas, respectivamente. O iPhone X pesa 174 gramas — no meio dos dois modelos. Mas a tela é uma grande diferença: a Samsung não adotou o famoso “notch” do iPhone X. Ao contrário, a tela do S9 é um retângulo ininterrupto. As margens no alto e embaixo do aparelho são finas, mas as da Apple são mais finas. Consumidores terão uma escolha: margens mais finas, mas com um “notch” ou margens um pouco maiores, mas sem o “notch”. POTÊNCIA E DESEMPENHO - Nos Estados Unidos, a Samsung vai equipar o Galaxy S9 com o chip mais moderno da Qualcomm, o Snapdragon 845. No papel, inclui um CPU (unidade central de processamento) de 2.8GHz e possui oito núcleos de processamento. Em outros mercados, como na Europa, a Samsung vai usar seu próprio processador, o Exynos, não o da Qualcomm. Até que o telefone seja liberado para avaliações é impossível saber quão bom será o desempenho do S9 em relação à sua versão internacional, imagine para comparar com o iPhone X. O telefone da Apple usa seu próprio chip A11 Bionic, de 2.4GHz, com seis núcleos de processamento. Mas historicamente os modelos da Apple, com a integração com o software iOS e o resto do hardware, tendem a levar vantagem sobre competidores cujos números, no papel, parecem melhores. O que é seguro dizer é que ambos os telefones podem lidar realisticamente com o que é trabalhado neles. CARACTERÍSTICAS E SEGURANÇA - A Apple nunca deixou os consumidores ampliarem a capacidade de armazenamento do iPhone com cartões de memória, mas a Samsumg faz isso com o S9. Ele terá 64 gigabytes (GB), mas pode comportar cartões SD de até 400 gigabytes (GB) de capacidade adicional. A Apple vai vender até 256 GB de armazenamento interno quando você compra um iPhone X, mas para além disso será preciso lançar mão de serviços de armazenamento na nuvem, como iCloud ou Dropbox. Mas os usuários da Apple tendem a sentir que o hardware do iPhone X hardware está na liderança, enquanto a Samsung vai continuar a usar sensores de digitais e escaneamento de íris para destravar seu mais novo lançamento. Isso não é tão sofisticado quanto o sistema da Apple, que mapeia os contornos da face para identificar um indivíduo e é considerado tão seguro que dispensa as digitais. A Samsung, por sua vez, também inclui um leitor de digitais na frente do aparelho. A Samsung também usou a ideia da Apple dos emojis animados, que usa a câmera frontal para permitir que os usuários animem feições de um unicórnio e outros personagens ao movimentar seu próprio rosto. A fabricante sul-coreana traz um mecanismo semelhante, mas, em vez de usar os emojis que já existem, permite que se crie um avatar próprio, com animação. Eles podem ser compartilhados como vídeos de GIFs animados por email ou mensagem. PREÇO E VEREDITO - Os novos modelos da Samsung são mais baratos que o iPhone X, com preço inicial de US$ 999. Nos Estados Unidos, os preços vão de US$ 720 para o S9 pela T-Mobile a US$ 930 pelo S9 Plus pela Verizon. Esses smartphones são os mais caros já feitos em suas categorias e no papel compartilham notáveis similaridades. Na parte estética, há uma maior diferença entre um iPhone 8 e um iPhone X, especialmente quando se trata do design industrial, tamanho da tela e qualidade do display. Na parte física, o S9 não oferece um avanço tão grande se comparado com o S8, mas características de imagens e de potência serão pontos chave para convencer potenciais compradores que querem fazer um upgrade. Para o consumidor que está na dúvida entre uma fabricante e outra, será uma escolha entre formato de tela e margens, capacidade de armazenamento expansível, fotografia em situações de pouca luz e aparência física. Fora disso, ainda estamos diante de camadas de vidro e metal muito atrativas, apesar dos preços recordes.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL