Diario de Cuiabá

Terça-feira, 30 de Abril de 2019, 01h:50

Mulher é morta a pauladas por ex-companheiro

A polícia prendeu um homem de 52 anos suspeito de matar a pauladas a ex-companheira, com quem tinha cinco filhos, três deles menores de idade. O crime ocorreu na manhã do domingo (28), no bairro Espirito Santo, em Cáceres (220 quilômetros, ao Oeste de Cuiabá). A vítima, Dilma Maria Ribeiro, 50, teria ido à casa do criminoso para receber o valor de uma pensão alimentícia.

O casal tinha 20 anos de relacionamento e há um ano Dilma Ribeiro havia pedido a separação, mas ele não aceitava. Sabino Guia da Silva já havia dito que iria matar a ex-companheira outras vezes. Ele já havia sido preso anteriormente, mas não se inibiu e tirou a vida da companheira.

Segundo a polícia, a mulher foi morta com sete facadas na costa e uma na cabeça. O suspeito também desferiu golpes de madeira contra vítima. Conforme informações, o suspeito atraiu a vítima até a sua casa dizendo que iria pagar a pensão dos filhos, mas que ela precisaria ir buscar.

Aos policiais que atenderam a ocorrência, uma filha do casal lembrou que por anos a vítima sofreu com a violência doméstica dentro de casa. Esse teria sido o motivo da separação do casal. Horas após o crime, o suspeito foi preso com a roupa suja de sangue e com a faca utilizada no crime. O feminicídio será investigado pela Polícia Civil. A faca usada no crime foi apreendida pela polícia.

SANTA RITA – Já em Santa Rita do Trivelato (350 quilômetros da capital), Marcio Jose Gonçalves, 41 anos, foi morto na frente da mulher e do filho, na noite de domingo (28), no Distrito de Pacoval. Segundo informações da polícia, a vítima estava em frente à sua residência com a família, quando dois indivíduos em uma motocicleta Honda Bros, teriam se aproximado e, um deles, efetuado disparos de arma de fogo.

Márcio Gonçalves foi morto na frente da mulher e dos seus filhos. Após o crime, os bandidos fugiram na mesma motocicleta. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada, fez rondas pela região, mas não conseguiu encontrar os suspeitos. Após, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esteve no local coletando vestígios que possam levar ao criminoso. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia. O caso é investigado pela Polícia Civil. 


Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: dev.diariodecuiaba.com.br