Diario de Cuiabá

Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2020, 07h:51

Flamengo avançou em reunião por Gabigol

O Flamengo vive momentos decisivos para a compra do atacante Gabigol. Esta semana é considerada a derradeira para as negociações finais com o jogador e com a Inter de Milão, clube com o qual o artilheiro tem contrato.
No último domingo, a diretoria rubro-negra tratou de forma mais intensa da situação com representantes do atleta. O empresário Junior Pedrozo, no entanto, segue em São Paulo, assim como Gabigol. O jogador tem previsão de ir à Itália e se apresentar na Inter de Milão.
Até agora, porém, isso não aconteceu. Não está definido se Gabigol vai e quando vai ao seu clube para tratar de sua liberação em definitivo. As conversas com o Flamengo podem ser concluídas nos próximos dias, o que faria da viagem uma questão protocolar.
Na Gávea, o otimismo é mantido. As negociações estão caminhando de forma lenta e gradual, sobretudo em relação aos pagamentos do jogador, entrave desde o início. Assim que tiver o acerto com o atleta, o Flamengo vai à Inter de Milão validar sua proposta. Segundo pessoas envolvidas nas tratatidas, as convesas estão "andando devagar e para frente"
O acordo apalavrado em agosto foi de cerca de R$ 72 milhões por 80% dos direitos econômicos de Gabriel. No entanto, os italianos sinalizaram que precisariam ajustar os valores caso novas ofertas chegassem. Nas últimas semanas, clubes da Inglaterra apareceram como interessados. Recentemente, até o Barcelona surgiu no radar. Mas até agora nada concreto.
Gabriel esteve em Santos, de férias, visitou o ex-clube e a Vila Belmiro, e se mantém alheio às negociações de valores. Embora tenha expressado seu carinho pelo Flamengo, nunca escondeu o desejo de provar que pode se destacar na Europa. após passagem fracassada na Itália e no Benfica de Portugal.
O Flamengo, por sua vez, havia sinalizado que as negociações teriam um prazo para se encerrar, para que não atrapalhasse a formação do elenco e a preparação do time principal a partir do fim de janeiro. A segunda semana do mês era o último momento para conversas, e elas acontecem e caminham de forma satisfatória até agora.


Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: dev.diariodecuiaba.com.br