NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 20 de Agosto de 2019
POLÍCIA
Quinta-feira, 18 de Abril de 2019, 09h:23

MATA GRANDE

Agente é preso suspeito de entregar droga e celular para presos

Um agente penitenciário, suspeito de facilitar a entrada de drogas e aparelhos celulares na Penitenciária Major Eldo de Sá, mais conhecida como Mata Grande, teve o mandado de prisão cumprido, ontem pela manhã (19), em uma ação conjunta das polícias Civil (PC) e Militar (PM) de Jaciara (144 quilômetros, ao sul de Cuiabá). O agente Guilherme de Oliveira Lima, 49, teve o mandado de prisão preventiva decretado pela Vara Criminal de Rondonópolis (212 quilômetros ao sul) acusado dos crimes de tráfico de drogas majorado, favorecimento real e corrupção passiva. A ordem judicial contra o acusado foi cumprida pelas equipes de policiais civis e militares no município de São Pedro da Cipa, onde estava morando com a esposa. Durante cumprimento do mandado, o suspeito tentou resistir a prisão, mas foi contido pelos policiais. No dia 31 de outubro de 2018, o agente foi surpreendido pelos próprios colegas de trabalho tentando entrar na penitenciária com aparelhos celulares, porções de entorpecentes e dinheiro. Além da esfera criminal, o agente também possui Processo Administrativo Disciplinar (PAD) pela Secretaria de Estado de Justiça e Diretos Humanos (Sejudh). O suspeito, que atualmente está afastado de suas funções, é lotado na Penitenciária Major Eldo de Sá, e já trabalhou na Cadeia Pública de Jaciara e no Presídio Agrícola das Palmeiras, em Santo Antonio de Leverger. De acordo com o delegado João Paulo Praisner, o suspeito é considerado de alta periculosidade.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Em sua opinião, qual deve ser a prioridade do futuro governador de MT?
Reduzir o número de Secretarias de Estado
Concluir as obras do VLT
Pagar dívidas com fornecedores
Saúde, Educação e Segurança Pública
PARCIAL