NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2018, 17h:51

TIROTEIO NA UPA

Buscas por criminosos continuam

As buscas pelos criminosos que participaram do tiroteio na unidade de pronto atendimento (UPA) do Moradora do Ouro, em Cuiabá, continuam. Desde a ação criminosa, registrada no fim da tarde da última terça-feira, as Polícias Civil e Militar (PM) reforçaram o trabalho na tentativa de identificar e prender os criminosos. Porém, até o fim da manhã de ontem, a polícia ainda não tinha pistas dos bandidos. A ação deixou cinco pessoas feridas e ocorreu no momento em que o preso José Edmilson Bezerra Filho, 31 anos, foi levado para unidade para assistência médica. Desde então, a polícia trabalha com as hipóteses de resgate ou execução do preso, que faria parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Aos responsáveis pelo Sistema Penitenciário, José Edmilson teria negado o plano de fuga. O caso está sendo investigado pelo delegado Marcelo Fernandes Jardim, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Conforme a assessoria da Polícia Civil, ele e sua equipe realizaram o atendimento de local e buscam identificar e esclarecer a verdadeira intenção dos criminosos. De acordo com informações da polícia, três homens armados invadiram a UPA atrás do preso, que estava realizando procedimento de triagem na recepção da unidade de saúde. Eles teriam feito uma mulher refém, contudo, os agentes penitenciários, que faziam a escolta do preso, em rápida ação evitaram o resgate ou execução. Nisso, os atiradores fugiram. Imagens de uma câmera de segurança, instalada na rua lateral da UPA registrou o momento da fuga. No vídeo, aparecem seis suspeitos correndo e, logo em seguida, dois veículos de cor branca. Os veículos estariam dando apoio aos criminosos. Contudo, conforme a assessoria da PJC, as imagens estão longe e não colaboram muito para identificação dos envolvidos. “Estão trabalhando com outros meios para tentar a identificação de tanto de quem entrou na UPA e de quem estava dando apoio”, informou. No local, os policiais recolheram cápsulas de pistolas 9mm e 380, que foram encaminhadas à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). A Polícia Civil investiga a participação de outros envolvidos, que estariam do lado de fora para dar suporte à ação criminosa. Em entrevista coletiva, a secretária municipal de Saúde, Elizeth Araújo, informou que o detento já havia, no último dia 17 de janeiro, dado entrada na UPA alegando sintomas parecidos como falta de ar e dores lombares. Na ocasião, o atendimento foi feito seguindo toda a orientação para esse tipo de situação, onde a assistência deve ser prestada da forma mais ágil possível, encaminhando o reeducando para a classificação de risco, e evitando um contato prolongado com os demais cidadãos que estão no local. Ela ressalta, porém, que desta vez não houve tempo para que essa triagem fosse executada, já que atuação dos bandidos foi rápida. “Se foi algo planejado é o serviço de inteligência da Polícia Civil que vai definir. O que temos é uma coincidência do mesmo diagnóstico da última vez que o reeducando esteve na unidade”, frisou. Na ação cinco pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para o pronto-socorro de Cuiabá. Três delas, sendo uma enfermeira, uma paciente que estava na UPA e um agente penitenciário já receberam alta hospitalar. Continuavam internados um bebê de seis meses, que passou por uma cirurgia e apresentava melhoras no quadro, e uma outra paciente, que também passava bem.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL