NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Terça-feira, 06 de Fevereiro de 2018, 18h:38

SINOP

Decretada prisão de pai que matou filho

Pai é suspeito de ter matado o filho de cinco anos no último dia 04 em Sinop

ALINE ALMEIDA
Da Reportagem
A juíza Rosângela Zacarkim dos Santos decretou a prisão preventiva de Jonas Pereira Teixeira. Jonas é suspeito de ter matado o filho de cinco anos no último dia 04 em Sinop. Ele passou por audiência de custódia na segunda-feira e a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva. Um dos elementos para embasar a prisão de Jonas, segundo a magistrada, é que o mesmo utilizou de extrema violência para matar o próprio filho. Na decisão Rosângela aponta que o pai alega que estava utilizando entorpecentes durante toda a noite anterior ao fato. A esposa de Jonas teria saído para trabalhar e ele permaneceu sozinho com a vítima, seu filho, na residência. “Ato contínuo, em determinado momento, a vítima adentrou a residência, no momento em que o acusado estava utilizando entorpecente, de modo que, o autuado “alucinado” pelos efeitos da droga, agarrou o pescoço da vítima, por trás, como se fosse um golpe de “mata leão” e o apertou com muita força”, confirma trecho da decisão. Em seguida, percebendo que a vítima não esboçava nenhuma reação, Jonas afirma que soltou o menino e que o mesmo caiu com o rosto no chão. Ele alega que tentou reanimar a vítima, que já não tinha nenhum sinal vital. Jonas pediu ajuda a uma vizinha e, em seguida, levaram a vítima até a U.P.A., e lá, constataram que a criança já estava sem vida. “Com efeito, como se observa das peças carreadas nos autos, a gravidade da conduta praticada, em tese, pelo flagrado está revelada diante das circunstâncias em que foi desenvolvida a ação, uma vez que o crime foi praticado mediante emprego de extrema violência, consistente em enforcamento da vítima, revelando a brutalidade do comportamento, que, à evidência, põe em risco a própria garantia da ordem pública”, enfatiza a magistrada. A decisão confirma que extrato de antecedentes criminais aponta que o autuado responde a outro processo criminal, por crime contra o patrimônio, evidenciando tratar-se o indiciado de pessoa propensa à prática de delitos. “Desta feita, a prisão cautelar servirá então para garantir a ordem pública, desestimulando o indiciado de outras investidas criminosas e, via de consequência, dar maior segurança e tranquilidade ao meio social, emergindo, daí, o preenchimento do “periculum in mora libertatis”, relativo à imperiosidade da decretação de sua constrição preventiva”. O caso – Jonas Pereira de 30 anos foi preso no último domingo por assassinar o filho D.S.V de cinco anos em Sinop. A criança deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Menino Jesus, acompanhada pelo pai e por uma vizinha, com lesões provenientes de agressões físicas. A polícia foi acionada e Jonas confessou o crime.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL