NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018, 17h:54

AUDIÊNCIA NA 2ª

Escolta de Arcanjo será reforçada

ALINE ALMEIDA
Da Reportagem
O juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues solicitou que escolta permanente para João Arcanjo Ribeiro. Na próxima segunda-feira, ele será submetido a audiência admonitória, onde o ex-bicheiro conhecerá as condições para progressão do regime semiaberto. O referido benefício com concedido pelo magistrado no último dia 19. Em despacho proferido no dia 20, o magistrado solicitou ao diretor da Penitenciária Central do Estado, as providências necessárias para escoltar João Arcanjo até a audiência. “Outrossim, solicito, ainda, que a referida escolta permaneça no Edifício do Fórum até o término da audiência, onde deverá permanecer até ulteriores deliberações deste Juízo Criminal” cita despacho. Arcanjo, deverá ser encaminhado à audiência com atestado carcerário e de trabalho e estudo, se houver, devidamente checado, com liberação do setor penal da unidade prisional, uma vez que será liberado pelo juiz. O ex-comendador deve fazer uso de tornozeleira eletrônica. A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos confirmou que para a audiência seguirá todas as solicitações da justiça criminal. “Haverá sim reforço da escolta do Arcanjo, seguindo o protocolo já estabelecido para os casos. Mas a secretaria não pode divulgar detalhes até por uma questão de segurança”, confirmou a assessoria. A Diretoria do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), confirmou que Arcanjo será conduzido para a audiência admonitória com toda segurança e não necessariamente vai precisar ter reforço. O sindicato também falou sobre a saída de Arcanjo. “Isso é uma decisão judicial, tendo em vista que hoje dentro do Estado existe a desculpa de que ele era um preso que tinha alto poder de manipulação, não só do capital como também de pessoas poderosas, porém, hoje também tem pessoas poderosas manipulando e nem sequer estão na cadeia, estão do lado de fora e continuam articulando e dentro da unidade também tem preso de alta periculosidade que são de facção criminosa que vão acabar indo pra rua já que não existe prisão perpétua na justiça brasileira”, frisou. Prestes a completar 15 anos preso, Arcanjo consegui a progressão no último dia 19. “Com vistas a estabelecer as regras do novo regime de cumprimento de pena, designo o dia 26/02/2018, às 14hs, para realização da Audiência Admonitória, ocasião em que deverá ser apresentado atestado de comportamento carcerário, atualizado”, frisa. O advogado Zaid Arbid sustenta que o requisito para a progressão de Arcanjo do regime fechado para o semiaberto tornou-se possível no dia 24 de janeiro. Isso porque a soma das penas incluídas em 77 anos, um mês e zero dias, amparada pela legislação penal, merece ser substituída pelo divisor de 1/3 para 1/6. Assim, a pena a ser cumprida por Arcanjo totaliza 12 anos e 11 meses. Esse período, no entanto, já foi devidamente cumprido, pois no dia 24 de janeiro de 2018 Arcanjo completou em regime fechado o cumprimento de 14 anos, nove meses e 13 dias, acrescentada da detração e remissão de pena ainda a ser calculada.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL