NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2018, 17h:40

CASO PERSONAL TRAINER

Ex-aluna não teve participação dolosa no crime

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem
Após ter sido detida em Foz do Iguaçu (PR), trazida algemada e escoltada no último sábado (24) até Cuiabá, Ane Lise Hovoruski, 29 anos, conseguiu alvará de soltura expedido pela juíza da 8ª Vara Criminal de Cuiabá, Maria Rosi, plantonista no Judiciário de Mato Grosso, e foi solta no domingo (25). Ex-aluna, Ane Lise é investigada de envolvimento no assassinato do personal trainer Danilo Nascimento de Souza, 28, no dia 08 de novembro de 2017, no bairro Duque de Caxias, na capital. Ela foi presa em cumprimento a mandado de prisão temporária expedida pela 12ª Vara Criminal da capital. “Inicialmente, trabalhávamos com duas possibilidades. Uma dela ter participação no crime e também dela ser vítima. Neste momento, compreendemos que ela não teve participação dolosa (intenção) no homicídio e que está sob ameaça do seu ex-companheiro. Diante desse cenário, a DHPP (Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa) se manifestou pela soltura dela”, informou a delegada Alana Cardoso. Conforme a delegada, a solicitação de soltura de Ane Lise partiu após colaboração da investigada em longo interrogatório. Em seu depoimento, a conduzida demonstrou ser ameaçada (no passado e presente) pelo ex Guilherme Dias de Miranda, 35, que está foragido. Além de Guilherme Miranda outro suspeito está com mandado de prisão em aberto. Trata-se de Walisson Magno de Almeida, 27 anos, apontado nas investigações como a pessoa que efetuou os tiros contra a vítima. Ane Lise é apontada como a pivô do assassinato do personal trainer e também é acusada de ter dado suporte ao atirador no momento da execução em novembro de 2017. O crime ocorreu na Rua General Ramiro Noronha, por volta das 21h20, em novembro do ano passado. Danilo Nascimento saía da academia onde trabalhava, no Duque de Caxias. Uma dupla, então, se aproximou do carro dele em uma motocicleta e descarregou a arma na direção dele. Depois dos disparos, a dupla fugiu. Com andamento das investigações, o marido da ex-aluna, Guilherme de Miranda, foi apontado como mandante do crime. Ane Lise teria tido um caso com o personal e isso provocou ciúmes nele.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL