NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Quinta-feira, 08 de Fevereiro de 2018, 17h:52

VÍDEO DA MORTE

Feminicídio no Três Barras é investigado

Suspeito faz vídeo de jovem agonizando antes de morrer e pede que ela “reze” Pai Nosso

ALINE ALMEIDA
Da Reportagem
A Polícia Civil investiga um vídeo que circula nas redes sociais em que a jovem Vanessa Tito Poquiviqui Ramos, 21 anos, encontrada morta no Bairro Três Barras em Cuiabá, aparece delirando. O vídeo foi supostamente gravado pelo suspeito Maycon Junior da Silva Dantas, 30 anos, conhecido como Japão, que era companheiro da vítima. A polícia acredita que a divulgação do vídeo é uma tentativa do investigado em desmontar a linha de feminicídio. Nas cenas Vanessa aparece agonizando, deitada na cama vestida apenas com uma camisa e calcinha. A vítima sequer consegue dizer as palavras claramente. Em alguns momentos é possível identificar que a garota clama a Deus. Também é possível verificar alguns ferimentos no rosto de Vanessa. Um dos momentos que mais chama a atenção na filmagem é que o suspeito pergunta a Vanessa porque ela estava daquele jeito. Além de o suspeito pedir para que a jovem rezasse um “Pai Nosso”. Em nota a Polícia Civil confirmou que tem conhecimento do vídeo que circula em grupos do aplicativo Whatsapp, em que aparece a vítima, Vanessa Tito Poquiviqui Ramos, 21 anos, encontrada morta no bairro Três Barras, em Cuiabá, no dia 31 de janeiro. “O vídeo é analisado pela Núcleo de Inteligência da Delegacia, para saber o momento e as circunstâncias em que foi gravado”, confirma. A polícia afirma ainda que aguarda o resultado de exames periciais de violência sexual, toxicológico, alcoolemia, necropsia e resíduos de pele nas unhas. “A Polícia Civil, em razão das investigações e também em respeito à família da vítima, considera prejudicial a divulgação ou compartilhamento do vídeo, que demonstra clara tentativa do investigado em desmontar a linha de homicídio qualificado como feminicídio, da investigação”, enfatiza nota. A jovem foi encontrada morta no dia 31 de janeiro na casa do namorado, no Bairro Três Barras em Cuiabá. A perícia apontou que a jovem teria sido morta por asfixia. O principal suspeito do homicídio é o companheiro da vítima, Maycon Junior da Silva Dantas, 30 anos, que está com prisão temporária (30 dias) decretada pela 2ª Vara de Violência Doméstica de Cuiabá. Ele é considerado foragido da Justiça. Conforme análise inicial do corpo, foram verificados cortes na testa e queixo da vítima, além de um grande hematoma no peito. Vanessa morava há pouco tempo com Japão. O suspeito já tem inclusive outras passagens pela polícia por porte ilegal de arma e também por violência doméstica. Maycon faz uso de tornozeleira num processo por lesão corporal.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL