NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018, 18h:28

SEGURANÇA

Fim de semana violento no Estado: 6 pessoas mortas

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem
O fim de semana foi marcado por mortes violentas em pelo menos quatro municípios de Mato Grosso. Desde a última sexta-feira, seis pessoas foram assassinadas em Cuiabá, Várzea Grande, Poconé e Diamantino. Um dos casos que ganharam repercussão é o de uma jovem grávida, que foi encontrada morta em um matagal próximo à Ponte de Ferro, região de chácaras em Cuiabá. Viviane da Silva Ângelo, de 18 anos, estava no 7º mês de gestação e se encontrava desaparecida desde a noite da última sexta-feira (16), quando teria pego um moto-táxi para ir até as proximidades da Ponte de Ferro, onde o namorado M.F. a esperava. Desde então, ela não foi mais vista. O corpo foi localizado na manhã do domingo e estava em estado de decomposição. A identificação da jovem foi feita por familiares por meio das roupas que Viviane Ângelo usava no dia de seu desaparecimento. De acordo com informações da polícia, o corpo dela tinha sinais visíveis de agressão, mas só o laudo de necropsia comprovará a causa da morte. Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam a morte da mulher. Até ontem pela manhã, ninguém havia sido preso. Para isso, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) buscava reconstituir os últimos passados da vítima para tentar identificar uma possível motivação e chegar a autoria do crime. Uma linha da investigação é a de feminicídio. Outro caso ocorreu na noite do último domingo (18), no bairro Jardim Gramado, na capital. O advogado e professor Evandro Morales Fernandes, estava em uma motocicleta a caminho de sua residência, quando foi abordada por dois homens, que efetuaram os disparos de arma de fogo e, logo em seguida, fugiram em outra motociclista. Fernandes foi alvejado por quatro tiros na região do tórax. Uma equipe da polícia foi até o local do crime depois que o homicídio foi comunicado no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública de Mato Grosso (Ciosp-MT). Os militares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou o óbito de Evandro Fernandes. A polícia suspeita de execução já que os bandidos não levaram a motocicleta ou a carteira da vítima, mas os motivos ainda serão investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Já no Residencial Jacarandá, em Várzea Grande, moradores encontraram o corpo de um homem decapitado boiando em um lago da região. Até ontem pela manhã, a vítima ainda não tinha identificada. Ela estava nua e com as duas mãos amarradas para trás. Cada membro do corpo boiava em um lado diferente da margem da lagoa. Também em Várzea Grande, o agente prisional Rosenil Pereira Ibanez, conhecido popularmente como \'Caveirinha\' foi assassinado a tiros no final da noite de sexta-feira (16), na região do Carrapicho. Os possíveis motivos do crime ainda estão apurados. Testemunhas contaram que a vítima estava em uma motocicleta quando parou num comércio para comprar um cigarro. Nisso, um homem que usava uma máscara saiu de um matagal e disparou a arma no ex-agente, que foi atingido na região da cabeça e um no tórax. A vítima ainda tentou fugir, mas não resistiu e morreu logo após cair em um quintal de uma casa. Em Poconé (110 quilômetros da capital), na MT-060, conhecida como Transpantaneira, Edio Gonçalves Filho, 24 anos, foi assassinado na noite deste domingo (18). A vítima, também conhecida como “Toddy”, foi encontrada já sem vida em uma caminhonete. A polícia apurou que dois homens em uma motocicleta teriam abordado o jovem e efetuado os tiros. Em Diamantino (205 quilômetros da capital), Heber Rueda, 39 anos, foi executado no início da tarde de sábado (17), no bairro Novo Diamantino. A vítima chegava em casa quando foi atingida por sete disparos de arma de fogo. Baleado, ele perdeu o controle do veículo e colidiu contra uma árvore, que fica em frente a sua residência. A polícia ainda investiga qual seria a motivação do crime. Populares disseram que ele era trabalhador e não tinha desafetos. BEBÊ – A Polícia Civil investiga ainda o caso de um bebê de apenas cinco dias de vida, que deu entrada, ontem pela manhã, no Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMV), já sem vida. A criança foi levada pelo pai, que aos profissionais da unidade que quando levantou por volta das 2 horas encontrou a criança sem respiração. Contudo, ele levou a criança para o hospital seis horas depois, às 8 horas. Essa demora acabou chamando atenção da equipe médica que logo acionou a Polícia Civil. No corpo do bebê, uma das enfermeiras teria percebido alguns hematomas no pulso e no tronco. Porém, ainda não havia confirmação de violência física ou maus-tratos, o que será feito somente com o exame de necropsia que irá apontar a causa da morte.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL