NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019
POLÍCIA
Sábado, 20 de Maio de 2000, 04h:51

FUGA MILIONÁRIA

Fugitivo do Carumbé é preso e revela esquema

Piloto diz que colega ficou encarregado de pagar policial militar

ADILSON ROSA
Da Reportagem
O piloto e traficante Marcos Aurélio Batista Ferreira revelou à Polícia Federal (PF) do Rio Grande do Sul que o também piloto e traficante José Nunes Pereira Neto foi quem planejou a chamada “Fuga Milionária”, ocorrida no dia 16 de junho do ano passado, na Cadeia Pública do Carumbé. Ele disse que Nunes foi quem pagou um policial militar para que facilitasse a fuga deles. Para evitar qualquer contratempo, Nunes exigiu que a ação fosse antecipada em cerca de uma hora. Na ocasião, fugiram também o piloto traficante João de Souza Silva e o assaltante de banco Júlio Martins Júnior. O depoimento de Marcos Aurélio à PF aconteceu há duas semanas após ser preso em flagrante por agentes federais no dia 12 com 13,5 quilos de cocaína, em Campo Bom (RS). Marcos Aurélio acrescentou que os quatro fugitivos foram colocados no porta-malas de dois carros, um Gol e uma Parati, estacionados do lado de fora do Carumbé. Em seguida, foram deixados em Primavera do Leste onde embarcaram num avião, e seguiram para o interior de São Paulo, como o Diário havia antecipado, na época. O Ministério Público denunciou oito pessoas por facilitação de fuga. Na lista, o ex-comandante da PM coronel José Renato Martins, o secretário de Segurança Pública Hilário Mozer, dois PMs e quatro ex-agentes carcerários. Marcos Aurélio Batista Ferreira, que não ficou nem dois meses preso no Carumbé, é o único dos quatro fugitivos presos pela polícia. Ele foi flagrado no dia 23 de maio deste ano no Aeroporto Municipal de Nortelândia (localizada a 237 quilômetros de Cuiabá) com 110 quilos de cocaína. Ele faz parte da quadrilha do traficante Quinzote, que se encontra preso na Carumbé. O piloto foi preso por 17 agentes federais chefiados pelo delegado Joaquim Mesquita que investigava o tráfico havia vários meses. O avião chegou no aeroporto onde foi abastecido com os cerca de 100 tabletes, em menos de três minutos. Os policiais federais tiveram que atirar nos pneus da aeronave para deter os traficantes. Eles disseram que era a primeira vez que transportavam a droga. Marcos Aurélio foi condenado a nove anos de prisão. João de Souza Silva, por sua vez, foi preso com 393 quilos de cocaína (a maior apreensão ocorrida em Mato Grosso nos últimos cinco anos) no dia 6 de maio deste ano, numa fazenda em Juara. A cocaína veio da Colômbia e seguiria para Mato Grosso do Sul ou Paraguai.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Em sua opinião, qual deve ser a prioridade do futuro governador de MT?
Reduzir o número de Secretarias de Estado
Concluir as obras do VLT
Pagar dívidas com fornecedores
Saúde, Educação e Segurança Pública
PARCIAL