NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019
POLÍCIA
Sexta-feira, 17 de Maio de 2019, 01h:50

ZOOFILIA

Homem é preso em flagrante praticando sexo com cadela

A Polícia Militar (PM) prendeu um homem de 52 anos, que foi flagrado praticando sexo com sua cadela. A prisão ocorreu em Primavera do Leste (240 quilômetros de Cuiabá), na última segunda-feira (13). O ato chegou a ser filmado por vizinhos, que acionaram a polícia. Na casa, havia duas cachorras, mãe e filha, que eram constantemente abusadas por F.B.F.

Conforme boletim de ocorrências (B.O.), os militares foram acionados para atender a ocorrência de maus tratos a animais em uma residência, localizada no bairro Padre Onesto Costa. Ao chegar ao endereço, a equipe ainda encontrou o homem mantendo relação com a cadela de nome Phoa. Questionado sobre a conduta pelos policiais, o acusado disse “que é melhor fazer sexo com a cachorra, que estar fazendo coisa errada na rua”.

Diante do flagrante, o suspeito foi encaminhado a Central de Flagrantes da cidade para tomada das medidas cabíveis. Conforme o B.O., o abusador de animais tem um filho com problemas mentais, que foi encaminhado para o Conselho Tutelar. O suspeito foi autuado pelo crime e irá responder em liberdade.

Alguns protetores de animais tomaram conhecimento da agressão as cachorras e, desde então, várias pessoas se mobilizaram para buscar uma maneira de ajudá-las. Com isso, na tarde desta última terça-feira (14) uma protetora de animais da cidade cedeu lar para as cachorras. Duas protetoras com disponibilidade passaram o dia inteiro na delegacia registrando novo boletim de ocorrência, solicitando a guarda dos animais e esperando a ordem de serviço para que a Polícia Civil as acompanhasse ao local.

Com a guarda e mandado judicial em mãos, elas seguiram com a polícia até a residência do criminoso. O dono das cachorras foi liberado logo após a prisão, mas não estava no local quando as protetoras chegaram, mas sua companheira estava e recebeu a comunicação da retirada. Na hora, a mais nova se tornou bastante agressiva e foi preciso acionar o Corpo de Bombeiros para ajudar no resgate.

Elas ficavam presas em um local fechado com grade que precisou ser aberta para retirá-las. Após o regate as duas cachorras foram encaminhadas para exame clínico em hospital veterinário. O laudo conclusivo do veterinário sobre as lesões encontradas nas cachorras deve ser entregue hoje para as autoridades policiais. A Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, prevê detenção de três meses a um ano e multa para quem for pego praticando ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Em sua opinião, qual deve ser a prioridade do futuro governador de MT?
Reduzir o número de Secretarias de Estado
Concluir as obras do VLT
Pagar dívidas com fornecedores
Saúde, Educação e Segurança Pública
PARCIAL