NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
POLÍCIA
Terça-feira, 07 de Maio de 2019, 01h:50

RONDONÓPOLIS

Justiça concede liberdade a acusada de matar amiga

Presa por homicídio, Aldirene da Silva Santana, teve o pedido de soltura determinado pelo juiz Wagner Plaza Machado Junior, da 1ª Vara Criminal de Rondonópolis (210 quilômetros de Cuiabá). Ela foi presa pelo assassinato de Fernanda Souza, 22, no mesmo município, no último dia 26 de fevereiro. Para a soltura, foram fixadas três medidas cautelares.

No dia 25 de abril, Santana foi denunciada pelo homicídio. A defesa de Aldirene Santana havia entrado com pedido de habeas corpus buscando a soltura da suspeita. Mas, o juiz já havia negado o pedido de soltura. A defesa recorreu e obteve o benefício. “Aportou, nesta data, acórdão proferido nos autos do HC nº 1002829-90.2019.8.11.0000, no qual fora concedida a segurança para revogar a prisão preventiva imposta a paciente, sem prejuízo de nova decretação motivada, mediante a fixação de medidas cautelares menos onerosas”, afirmou.

Porém, foram impostas três medidas cautelares. Aldirene Santana deverá comparecer a todos os atos processuais, não pode mudar de residência sem prévia autorização e deve comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades. O juiz entendeu que “os indícios iniciais de autoria e materialidade necessários para persecução da ação penal se fazem presentes”. Para hoje (7), está agendada uma audiência de instrução.

Aldirene Santana foi presa após golpear Fernanda Souza com facadas no peito. O crime aconteceu em frente à casa da agressora. Na ocasião, policiais da cidade informaram que as envolvidas, a vítima e a suspeita, haviam tido várias discussões nos últimos dias. Em seguida, Fernanda Souza teria ido à casa de Aldirene Santana “para tirar satisfações” com a mulher. No entanto, a agressora já recebeu a vítima com um facão na mão, mas mesmo assim a vítima continuou a discussão.

Durante o desentendimento, a acusada acertou um golpe de faca no coração da vítima. Fernanda Souza não resistiu e morreu ainda no local. Após o crime, a suspeita ligou para um amigo e disse “que havia feito besteira”. Em seguida, a Polícia Militar (PM) foi acionada e prendeu a autora dos golpes. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL