NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
POLÍCIA
Quinta-feira, 06 de Junho de 2019, 02h:00

FLAGRANTE

Oficial de Justiça é preso por cobrança de propina

Um oficial de Justiça foi preso em flagrante, ontem (05), ao cobrar propina de uma proprietária de madeireira no bairro Leblon, em Cuiabá. A prisão foi feita por investigadores da Delegacia Fazendária (Defaz), que receberam a denúncia contra o suspeito. O ato é caracterizado como corrupção ativa e foi denunciado pela própria vítima da tentativa de extorsão.

A empresária, que não teve o nome revelado, estaria sendo citada judicialmente por estar em atraso no pagamento de boletos condominiais. Nisso, o oficial de Justiça Francisco Rodrigues foi até o estabelecimento, do qual a vítima é proprietária, para extorqui-la.

O oficial havia ido até lá para entregar uma intimação judicial. Na ocasião teria exigido R$ 2 mil da empresária para alegar que ela não havia sido encontrada. Como ela, não tinha o dinheiro ou interesse de efetuar o pagamento, o suspeito reduziu o valor até a quantia de R$ 500,00. Ela fingiu aceitar o valor e acionou a Polícia Civil.

Nisso, os policiais que estavam no local flagraram o crime e deram voz de prisão ao oficial, que foi encaminhado para a sede da Defaz, onde seria ouvido pelo delegado Sylvio do Vale Ferreira Júnior. Ele teve o aparelho de celular apreendido e a polícia não descarta que outras pessoas tenham sido vítimas do oficial. Após, o detido foi encaminhado para audiência de custódia. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 197. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL