NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
POLÍCIA
Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2018, 17h:43

RONDA

Polícia apreende explosivos em casa no Altos da Serra

Após denúncia, a Polícia Militar e o Batalhão Operações Policiais Especiais (Bope) prenderam três pessoas e apreenderam dois volumes de explosivos em uma casa localizada no bairro Altos da Serra, em Cuiabá. Foram presos em flagrante Francisnei de Oliveira, de 21 anos, conhecido como “Índio”, Cintia Gomes, 18, e Lucas de Oliveira, chamado de “Barriga”, de 18 anos. A prisão deles ocorreu após policiais do 3º Batalhão da PM ter recebido uma denúncia sobre a existência de armas e drogas dentro de uma residência na Rua Princesa Dayana, no Altos da Serra. Lá, Índio foi abordado pela equipe de rondas em frente à casa e, com ele, foi encontrada uma porção de cocaína. Conforme a polícia, Índio chegou a gritar para a garota, que estava dentro da casa, “esconder o flagrante”, levando a suspeita de que se referia a algum produto ilícito que se encontrava no imóvel. Diante disso, os policiais começaram a fazer as buscas na casa e encontrou o artefato explosivo em cima do telhado enrolado em uma camisa. Segundo a PM, se tratavam de duas emulsões explosivas de grande volume, ainda com o estopim. Também foram apreendidos outros materiais utilizados no comércio de drogas. Dentro da casa foi detido ainda o rapaz conhecido como “Barriga”. Os três suspeitos foram conduzidos à Central de Flagrantes, no Planalto, onde foram autuados tráfico de entorpecentes, porte ilegal de artefato explosivo, desacato e resistência à prisão.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL