NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 20 de Agosto de 2019
POLÍCIA
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2019, 16h:09

FLAGRANTE

Preso bando que tentou levar celulares para presídios

Com o grupo, foram apreendidos vários celulares que seriam enviados para líderes da facção dentro de presídio, drogas, armas

DA REDAÇÃO
Polícia Civil
A ação policial foi executada por equipes do GCCO, na manhã desta quinta-feira

Cinco integrantes de uma associação criminosa envolvida em crimes de roubo de veículos, tráfico de drogas e de celulares foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na quarta-feira (13), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 quilômetros, ao sul de Cuiabá).

Com o grupo, foram apreendidos vários celulares que seriam enviados para líderes da facção dentro de presídio, drogas, armas de fogo e duas caminhonetes, uma delas roubada no dia anterior.

Valfrido Mariano Dias, 48 anos, Eduardo Henrique de Souza Machado, 20, Alisson Rodrigues de Souza Brandão, 24, e Alexandre Silva Monteiro, 22, responderão pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal de veículo automotor e corrupção de menores.

O adolescente, J.V.S.M., 16 anos, responderá pelo ato infracional análogo ao tráfico de drogas e associação criminosa.

A ação teve início, quando durante diligências, os policiais da Derf-Rondonópolis levantaram suspeitas de uma caminhonete Hilux, com cinco pessoas dentro.

Devido a série de roubos de caminhonetes no município, os investigadores realizaram o acompanhamento do veículo até uma residência no bairro Vila Mineira, onde foi realizada a abordagem dos suspeitos, Alexandre, Alisson e Eduardo.

Em buscas na casa em que os suspeitos estavam, foram apreendidos diversos celulares, que segundo os suspeitos seriam levados por drones para dentro do presídio Major Eldo Sá (Mata Grande), para serem entregues aos líderes da facção.

No quarto de Eduardo, foram apreendidos dois drones que seriam utilizados na ação, além de uma pedra de cocaína e um simulacro de pistola.

A outra equipe que continuou o acompanhamento da caminhonete, realizou a abordagem do condutor Valfrido, que retornou residência no bairro Vila Mineira. No interior do veículo, foi apreendido uma arma de fogo calibre 38, com cinco munições intactas e chaves de outra caminhonete, uma S-10.

Questionado, o suspeito confessou que era dono da arma e disse que as chaves eram de um veículo que estava guardado em sua residência a pedido de Eduardo.

Os policiais seguiram até a casa do suspeito no mesmo bairro, onde encontraram a caminhonete, que após checagem foi constatado se tratar de produto de roubo, ocorrido no município de Água Boa, na terça-feira (12).

O veículo já estava com as placas trocadas e com documento falso. Os suspeitos Alexandre e Alesson receberam a caminhonete e trouxeram até Rondonópolis ocultando o veículo.

O menor J.V.S.E. que possui passagem anterior pela Polícia, seria o responsável por levar a caminhonete roubada para o Paraguai.

Diante da situação, os cinco suspeitos foram conduzidos a Derf-Rondonópolis, onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante. Segundo o delegado, Vinícius Franciscon Prezoto, os suspeitos fazem parte de uma quadrilha envolvida em crimes de roubos de veículos, tráfico de drogas e entrega de celulares dentro de presídios.

“Eduardo é o responsável pelo tráfico de drogas dentro do presídio, utilizando drones para repassar entorpecentes e celulares por cima dos muros da penitenciária. O grupo também encontrava casas para esconder veículos de roubos feito pela quadrilha e fazia a adulteração dos automóveis antes de serem encaminhados ao Paraguai”, disse o delegado.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
Em sua opinião, qual deve ser a prioridade do futuro governador de MT?
Reduzir o número de Secretarias de Estado
Concluir as obras do VLT
Pagar dívidas com fornecedores
Saúde, Educação e Segurança Pública
PARCIAL