NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Primeira Página
Terça-feira, 06 de Fevereiro de 2018, 18h:49

Botelho é contra contingenciamento

O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (PSB), afirmou que o governador mostrou a real situação financeira do Estado, mas discordou do governador em relação ao repasse aos Poderes. Disse que o repasse vem diminuindo ao longo do ano e que nesse ano deverá ficar pouco acima de 14%. Enquanto em outros anos era de 17,5%. “Vai baixar ainda mais, uma vez que estamos contingenciado por meio da PEC do Teto dos Gastos Públicos”, reclamou. Em relação à criação do fundo, Eduardo Botelho disse que Taques irá explicar aos deputados, mas que em resumo o governador “quer tirar dinheiro de todo mundo para que possa contribuir com uma parte". Ressaltou ainda que os Poderes não podem mais contribuir porque já têm R$ 500 milhões "nas mãos do governo". Para Eduardo Botelho, é difícil contribuir ainda mais com o Executivo, que busca fazer caixa para pagar nova parcela de uma dívida dolarizada com o Bank of America, no mês de março deste ano. “Já estamos atrasados. Janeiro, por exemplo, não recebemos nada. Estamos no dia 6 e ainda não recebemos nada referente a janeiro. Temos quase meio bilhão na mão do Governo. Então, são situações que temos que discutir com mais profundidade”, afirmou. O parlamentar disse, por ora, não analisa a demissão de funcionários do Legislativo. Porém, não descartou o recurso, caso a situação de caixa da Assembleia piore. “Vamos ver até que ponto vai chegar. Estamos tentando não fazer demissões. Estamos tentando manter. Mas se a coisa apertar mais, evidentemente, vai ter que ter. Não tem jeito”, concluiu.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL