NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Primeira Página
Quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2018, 18h:39

Botelho não aceita proposta

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), declarou publicamente que não vai aceitar a proposta do governador Pedro Taques (PSDB), de retirada de 20% do dinheiro do duodécimo, para o Legislativo auxiliar no pagamento da dívida do Estado com o Bank of América. “O secretário de Fazenda [Rogério Gallo] tem dito que não quer que 2017 e 2016 'contaminem' 2018 no Executivo. Então, não pode contaminar também o recurso dos Poderes. Vamos fazer 2018 da maneira correta. Já que tem condição, não vamos contaminar 2018, vamos dar prioridade. Então, eu, sinceramente, não concordo com proposta”, afirmou. Por conta de atrasos no repasse do dinheiro que deve ser feito pelo Executivo, a Assembleia Legislativa não conseguiu pagar o salário dos servidores efetivos, comissionados e aposentados no dia 30 deste mês, conforme ocorria tradicionalmente. Ao mesmo tempo em que sinaliza não concordar com a proposta do Executivo, Botelho ressaltou não ter a garantia do Executivo de que será transferido o dinheiro do duodécimo correspondente ao mês de janeiro. A expectativa é que o dinheiro entre em caixa nesta sexta-feira (2). Porém, se houver a liberação, o dinheiro servirá somente para pagar a folha salarial, não incluindo as despesas com fornecedores de material e prestadores de serviço. “Janeiro já encerrou e a única garantia é a promessa de repassar o valor da folha de pagamento na sexta-feira (2). Mas sobre custeio não foi falado. Não deram garantia. Estamos insistindo”, afirmou. (RC)

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL