NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Primeira Página
Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2018, 19h:00

CPI DO PALETÓ

Vereadores se reúnem hoje para analisar requerimentos

AA Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instaurada na Câmara de Cuiabá contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), se reúne nesta quarta-feira (28) para analisar nessa os requerimentos apresentados solicitando novas oitivas. No total, estão 11 requerimentos encontram-se pendentes. Eles foram apresentados por vereadores e organizações sociais. Entre eles está o requerimento para marcar a data da oitiva do servidor Valdecir Cardoso de Almeida, responsável por enquadrar a câmera usada para gravar o atua prefeito da Capital recebendo maços de dinheiro das mãos de Silvio Cesar Correa, ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa. Ele deveria ter sido o primeiro a ser ouvido, mas não compareceu a Casa de Leis na data marcada alegando que estava em viagem com a fampilia. O dinheiro seria suposta propina oriunda do programa MT Integrado, para que Pinheiro apoiasse os projetos do Executivo na época em que era deputado estadual, conforme depoimento do ex-governador no último dia 23. Serão analisados ainda o requerimento para as convocações dos ex e atuais deputados citados pelo ex-governador e do irmão do prefeito e proprietário do Instituto Mark, Marco Polo Pinheiro, bem como o convite para o próprio Emanuel Pinheiro comparecer à CPI. Além disso, serão analisados os requerimentos com os pedidos de afastamento do vereador Adevair Cabral da relatoria da comissão. Para o presidente da CPI, vereador Marcelo Bussiki (PSB), as deliberações são mais um processo legal e necessário para o andamento dos trabalhos da CPI. “A apuração dos fatos está sendo feita e precisamos de um melhor esclarecimento de determinados fatos que vieram à tona com essas três oitivas realizadas pela CPI. Por isso a necessidade de novos depoimentos”, disse. Os trabalhos serão conduzidos por Bussiki, pelo relator, vereador Adevair Cabral, e pelo membro, vereador Mário Nadaf. As deliberações ocorrerão no plenário da Câmara de Cuiabá e serão públicas. (KA)

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL